Curiosidades

10 de novembro na história: 90 milhões de brasileiros ficam sem energia elétrica

O blecaute durou mais de três horas no Brasil; No Paraguai, onde teve início o apagão, teve duração de apenas meia hora

Pouco depois das 22h do dia 10 de novembro de 2009 um apagão deixou em torno de 90 milhões de pessoas sem energia elétrica no Brasil. Quatro estados ficaram completamente sem fornecimento de energia e outros 14 foram parcialmente atingidos por uma falha de três linhas de transmissão da Usina Hidrelétrica de Itaipu. No Paraguai, 90% do território do país foi afetado.

O blecaute no país vizinho durou aproximadamente 30 minutos. No Brasil, a energia voltou após três ou quatro horas do início do apagão, embora este período tenha variado de acordo com a região. Em alguns locais, a escuridão durou mais de sete horas. A queda de energia também resultou em problemas de abastecimento de água em várias localidades.

De acordo com declarações do governo na época, a queda de energia de enormes proporções teria ocorrido por causa das condições do tempo – raios, ventos e chuvas – em Itaberá (SP). A partir dali, teria ocorrido um efeito dominó nas linhas de transmissão, que resultou no desligamento preventivo por questões de segurança das 20 turbinas de Itaipu.

Apesar de o governo brasileiro dizer que a causa do apagão foram as condições meteorológicas, há controvérsias sobre essa justificativa. Algumas entidades e especialistas no assunto afirmam que raios e tempestades não seriam capazes de provocar um blecaute desta magnitude, enfatizando que este tipo de condição climática ocorre rotineiramente. Desta maneira, foram levantadas hipóteses de que teriam ocorrido falhas e sobrecargas no sistema e até má gestão da rede. Chegou-se a pensar também que o blecaute poderia ter ocorrido por conta de ação de hackers, que teriam invadido os computadores que controlam o sistema de energia brasileiro – hipótese completamente descartada posteriormente.

 

Fonte: History.com

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios