Curiosidades

15 de maio na história: Instituto Butantan é atingido por grande incêndio

O fogo acabou com quase toda a coleção de cobras do instituto, além de milhares de aracnídeos que ainda não haviam sido descritos pelos cientistas

Em 15 de maio de 2010 o Instituto Butantan em São Paulo foi atingido por um grande incêndio. O fogo acabou com 80% da coleção de cobras do Butantan – aproximadamente 85 mil exemplares. Mais de 100 anos de coletas de materiais foram perdidos.

A coleção de aranhas e escorpiões também foi destruída pelo fogo, 450 mil espécies foram perdidas. Milhares deles ainda não haviam sido descritos pelos cientistas do instituto.

O incêndio iniciou por volta das 7 da manhã e só foi controlado pelos bombeiros às 10 horas. As investigações apontaram que a causa do incêndio foi acidental e o fogo começou por conta do superaquecimento de pedras de calor, usadas em ambientes artificiais para aquecer as cobras.

O Instituto

O Instituto Butantan foi fundado em 23 de fevereiro de 1901 e é um dos maiores centros de pesquisa biomédica do mundo. 93% dos soros e vacinas do país são produzidos no Butantan. Algumas das vacinas lá produzidas são contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, influenza sazonal e H1N1.

A criação do instituto deve-se a um surto de peste bubônica que se propagava no porto do Santos, em 1899. A doença fez com que o governo adquirisse a Fazenda Butantan para instalar um laboratório de produção de soro antipestoso.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios