Curiosidades

18 de junho na história: Chegam no Brasil os primeiros imigrantes japoneses

A bordo do navio Kasato Maru, 781 japoneses vieram para trabalhar nos cafezais paulistas

Em 18 de junho de 1908, chega ao Brasil, pelo porto de Santos, os primeiros imigrantes japoneses. Viajando no navio Kasato Maru, esses foram os primeiros a chegarem após um acordo firmado entre Brasil e Japão.

O trajeto levou 52 dias para ser realizado e 781 pessoas o realizaram a bordo do Kasato Maru. O principal da vinda dos japoneses foi para trabalhar nos cafezais do oeste paulista. Desde então, milhares de japoneses vieram para cá, mas o fluxo de migração cessou quase completamente em 1973, com a vinda do último navio oficial de imigração, o Nippon Maru.

Causas da imigração

Durante o início do século XX o Japão estava sofrendo de superpopulação. O país era autossuficiente, mas produzia apenas o necessário para consumo, sem conseguir criar estoques em caso de problemas. Para prevenir que o país não quebrasse, o Japão decidiu abrir parcerias com outros países que necessitavam de mão de obra. Os japoneses não eram obrigados a ir, eles iam por vontade própria, já que procuravam um futuro melhor, afinal, a superpopulação em seu país criou uma população enorme de trabalhadores miseráveis.

O Brasil foi um dos países a se abrir para receber os japoneses. Antes, já em 1880, os Estados Unidos já recebia imigrantes do Japão.

Com a necessidade de mão de obra nos cafezais, o Brasil precisava de trabalhadores. Contando com a vontade dos japoneses de trabalhar, um ajudou o outro.

Atualmente, estima-se que haja mais de um milhão de nipo-brasileiros (brasileiro com ascendentes japoneses), graças a imigração causada pela indústria do café. A maioria deles se encontram nos estados de São Paulo e Paraná.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios