Curiosidades

19 de setembro na história: Manifesto do terrorista Unabomber é publicado pelo Washington Post

Unabomber era como Ted Kaczynski se intitulava; Ele causou diversos atentados com explosivos nos Estados Unidos

Em 19 de setembro de 1995, o jornal Washington Post publicou um manifesto de 35 mil palavras escrito pelo Unabomber que, desde o final de 1970, era perseguido pelas autoridades dos EUA por causa da realização de uma série de atentados no país. Os atentados mataram três pessoas e feriram outras 23. Após ler o manifesto no jornal, David Kaczynski percebeu que o estilo de escrita era semelhante ao de seu irmão, Theodore Kaczynski, e notificou o FBI em 3 de abril de 1996. Ted Kaczynski foi preso em sua cabana isolada perto de Lincoln, Montana, onde os investigadores encontraram evidências dos crimes do Unabomber.

Theodore John Kaczynski nasceu 22 de maio de 1942, em Chicago. Entrou para a Universidade de Harvard aos 16 anos. Em 1967, depois de receber um PhD. em matemática pela Universidade de Michigan, Kaczynski foi contratado como professor assistente na Universidade da Califórnia, em Berkeley. No entanto, ele renunciou abruptamente ao cargo em 1969 para dar início a uma vida como um eremita em uma pequena cabana em Montana, onde faltava energia elétrica e água encanada. Kaczynski recebia, de maneira ocasional, ajuda financeira da família.

De 1978 a 1995, o Unabomber realizou 16 ataques a bomba e de cartas-bomba em diversas áreas dos EUA. Ele se tornou uma das prioridades do FBI. Ao longo dos anos, suas vítimas eram professores, cientistas, executivos de empresas, entre outros.

Em junho de 1995, o Unabomber enviou seu manifestou antitecnologia e anti-industrialização para o The New York Times e Washington Post. Ele disse que caso sua carta não fosse publicada, ele continuaria a sua campanha com bombas. Em 19 de setembro daquele ano, depois de discussões com o FBI e o procurador-geral Janet Reno, o Post, em colaboração com o Times, publicou o manifesto contra a sociedade industrializada. Após ler a carta, David Kaczynski suspeitou que seu irmão mais velho poderia ser o Unabomber depois de comparar o manifesto com alguns documentos escritos por Ted que David encontrou na casa de sua mãe.

Em 1998, Kaczynski concordou em se declarar culpado e recebeu quatro sentenças de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional. Ele cumpre sua pena na prisão federal de segurança máxima em Florence, Colorado.

 

Fonte: History.com

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios