Esportes

Análise: Corinthians e Santos fazem jogo animado mesmo sem gols

O empate mostrou as diferenças de estilo dos treinadores

Na Arena Corinthians, Corinthians e Santos não saíram de zero. Na tarde de domingo, 10, ambas equipes mostraram um futebol melhor que o esperado para um zero a zero, no entanto o público de mais de 41 mil pessoas não pode gritar gol.

A primeira etapa da partida foi corintiana. Emperrando a saída de bola do Santos, a equipe de Sampaoli se perdeu no meio campo e não conseguiu levar perigo para a meta do goleiro corintiano.

O segundo tempo foi marcado pela entrada de Cueva e Rodrygo no lado santista, isso fez que a marcação corintiana não fosse mais tão eficaz. O Santos passou a criar mais jogadas, mas não conseguiu marcar. Vagner Love entrou, deu um gás para o Corinthians que também conseguiu criar mais algumas chances, no entanto também não conseguiu anotar o tento.

O Santo já entrou para o jogo classificado para a próxima fase. O Corinthians ainda não se classificou matematicamente, mas também já pode-se dizer que está classificado.

Opinião

O Santos jogou como Sampaoli mandou. Não pode-se dizer que o técnico não deu um estilo para o time. Sempre com a bola no pé, tocando sem perder a posse. Tanto que isso acabou prejudicando o time contra o Corinthians. Talvez, pela primeira vez na temporada o time de Carille voltou a ter a cara do Carille. Um time de marcação muito forte, que não dá espaço para que o adversário consiga criar muita coisa dentro de sua área. Diferente das partidas anteriores, nessa o Corinthians mostrou força e confiança no seu estilo.

Os dois técnicos, claramente, possuem estilos de jogo diferentes. Claro, as peças que cada um tem se diferem bastante. No entanto, foi uma boa partida de se assistir, mesmo sem gols. O ataque contra defesa que parecia que seria o jogo, não ocorreu da maneira que se esperava. Ambos os times tiveram algumas (poucas) boas chances e no embate dos estilos de jogo nenhum saiu com a vitória. É a prova que nem todo jogo sem gols é obrigatoriamente uma desgraça de se assistir.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios