Polícia

Após matar homem, assassino retira o coração da vítima e leva para casa

O assassino foi preso pela PM no Bairro Campo Belo, em Campinas (SP)

Policiais Militares do 1º BAEP de Campinas/SP realizavam patrulhamento pela região do bairro Jardim Marisa, em Campinas nesta segunda (21), quando avistaram um homem na calçada, que ao notar a aproximação da viatura, entrou em um comércio para tentar evitar a abordagem policial, sendo a atitude suspeita notada pelos Policiais Militares, que seguiram o homem a pé e efetuaram a abordagem.

Durante entrevista, o abordado passou várias vezes dados pessoais falsos, foi notado também que ele apresentava escoriações e arranhões pelo corpo, além de um ferimento recente na cabeça, continuava tentando enganar a equipe policial, mas com a insistência e experiência profissional dos policiais, o detido acabou confessando que havia matado um homem.

Os policiais solicitaram que mostrasse onde o corpo estaria, sendo levados até um pequeno cômodo, as margens da Rodovia Miguel Melhado, aparentemente que serve como bar.

Ao chegar ao local, os Policiais Militares localizaram o corpo de um homem, com o tórax aberto e sem o coração, indagado novamente, mas desta vez sobre o órgão, o autor do homicídio disse que havia guardado o coração para si, levando os policiais até a sua residência, na Rua Amadeu Silvestre Ramos, 320, Jardim Marisa, onde o coração estava enrolado em um pano, dentro do guarda roupas dele.

O autor do homicídio tem 20 anos se chama Caio Santos de Oliveira e a vítima tinha 35 era Jenilson José da Silva, o assassino disse que não conhecia o homem que matou, apenas que ele tinha o demônio, por isso matou. Lembrando que a vítima era travesti e eles tiveram relações sexuais durante a noite do crime.

Info24

Mostrar mais

info24

Baixe nosso aplicativo para seu celular ANDROID e receba todas notícias diariamente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios