Política

Bolsonaro fez Live hoje nas Redes Sociais

Presidente falou sobre Forças Armadas, Previdência e contribuição sindical, entre outros assuntos

 

Em live realizada hoje à tarde (07), o presidente falou sobre as Forças Armadas, reforma da Previdência, contribuição sindical, o fim das lombadas eletrônicas, cartão corporativo e transparência do BNDES.

Na live Bolsonaro minimizou as polêmicas criadas em torno de sua fala durante a solenidade militar no Rio de Janeiro, na qual disse que democracia e liberdade só existem quando as Forças Armadas querem. “Essa fala já começou a levar para todos os lados das mais possíveis interpretações”. O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, questionado sobre o assunto, afirmou que não há nada de polêmica na declaração de Bolsonaro sobre as Forças Armadas e ainda disse que tentaram distorcer a fala do presidente “como se fosse um presente dos militares para os civis”. Dentre os assuntos mais importantes abordados pelo Presidente estão:

Reforma da Previdência

O presidente ressaltou a necessidade de realização da reforma da nova Previdência para o País avança, reforçando que os militares também estão incluídos nas novas regras, respeitando especificidades.  “E nessa nova proposta, de uma nova Previdência, o combate a privilégios. O parlamentar vai se aposentar com teto do INSS, assim as demais categorias”, disse ele, que completou: “Não é porque eu quero, mas é que nós precisamos fazer uma reforma da Previdência, afinal de contas ela está mais do que deficitária”.

Bolsonaro ainda citou o caso da Grécia que entrou em recessão em 2009, quando gastava cerca de 14% do Produto Interno Bruto com a Previdência, valor similar aos 13% que o Brasil gasta atualmente. “Nós pretendemos sim, aprovar essa reforma que está lá, se bem que o parlamento é soberano para fazer qualquer alteração. Só esperamos que ela não seja muito desidratada para que atinja o seu objetivo e sobre recursos para nós investirmos em emprego, saúde e educação e é isso que pretendemos com a reforma”. Lembrou ainda sobre um dado: hoje, os homens mais pobres já se aposentam aos 65 anos e as mulheres aos 60 anos; enquanto isso os mais ricos se aposentam sem idade mínima. “Isso vai mudar. A nova previdência fará a equiparação. As pessoas de todas as classes vão se aposentar com a mesma idade, mas isso não ocorrerá do dia para a noite, estão previstas regras de transição”.

Transparência no BNDES

Bolsonaro também afirmou que chamará o presidente do BNDES Joaquim Levy em Brasília para resolver as questões de transparência da instituição.  “No BNDES, o que nós queremos? É transparência. Vou me preparar, chamar o Levy e vou falar o que queremos no tocante à transparência. O que está lá não nos atende”, disse. Ele afirmou que pessoas como ele que não entendem de economia não conseguem entender as informações disponibilizadas pelo banco estatal. “Queremos facilidade”. O presidente afirmou ainda que terá uma aula com pessoas e técnicos ligados ao TCU para entender o mecanismo do BNDES.

Live todas as quintas 

O Presidente informou que a partir de hoje (7), durante todas as quintas-feiras, usará as redes sociais para falar diretamente com o cidadão brasileiro, por meio de seu perfil oficial no facebook: Jair Messias Bolsonaro @jairmessias.bolsonaro.

A decisão do Presidente de falar toda semana pelas Redes Sociais é mais do que acertada, pois foi através dessa comunicação simples e direta que ele ganhou o apoio da população. Neste momento, onde são discutidas reformas importantes, Bolsonaro preciso estar perto e acessível a população, evitando os ruídos de comunicação que a extrema imprensa tanto adora explorar.

Segue a live na íntegra.

 

 

 

Etiquetas
Mostrar mais

Adriano de Oliveira Barros

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade de Franca, politicamente incorreto, articulista, apaixonado por música, filosofia e política.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios