Política

Bolsonaro ressalta que Israel apoia a entrada do Brasil na OCDE

Em transmissão ao vivo pelo Facebook, Bolsonaro também disse estar aberto ao diálogo com países árabes

O presidente Jair Bolsonaro ressaltou ontem, 04, que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, vai apoiar o ingresso do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). No mês passado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou apoio à entrada do Brasil no grupo.

“O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu hipotecou total apoio para que o Brasil possa entrar na OCDE”, disse o presidente, que fez transmissão ao vivo nas redes sociais. A transmissão foi ao lado dos ministros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, e da Justiça, Sergio Moro.

A OCDE é uma organização internacional que engloba 36 países que adotam os princípios da democracia representativa e da economia de mercado. A maioria dos países do grupo possuem elevados Produto Interno Bruto (PIB) per capita e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Árabes e cooperação com Israel

Durante a transmissão, o presidente também falou sobre a situação com os países árabes. Ele afirmou que o país está aberto ao diálogo e às parcerias com a comunidade árabe. Ele destacou que, no próximo dia 10, a ministra da Agricultura, Pesca e Abastecimento, Tereza Cristina, conversa com embaixadores de países árabes.

“Nós queremos negócios com o mundo todo. A comunidade árabe também. Queremos colocar o Brasil em lugar de destaque”, afirmou o presidente.

O presidente também destacou as parcerias e acordos assinados durante a viagem a Israel, encerrada no último dia 03. Ele ressaltou as ações que serão desenvolvidas nas áreas de ciência e tecnologia, agricultura e piscicultura. Segundo ele, entre as prioridades está a implantação de tecnologias de dessalinização e geração de água para regiões que sofrem com a falta do produto.

Bolsonaro citou a cidade de Campina Grande (PB) que desenvolve um projeto de dessalinização que quer conhecer. Ele mencionou também que Israel ofereceu 20 máquinas, que se assemelham na aparência aos aparelhos de ar condicionado, para “fazer água”. Segundo o presidente, o maquinário tem baixo consumo de energia e é capaz de produzir água a partir do ar.

 

Fonte: Agência Brasil EBC

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios