Geral

Ciclone deixa mais de 130 mortos em Moçambique e no Zimbábue

A segunda maior cidade de Moçambique, Beira, foi 90% destruída

Um ciclone deixou 138 mortos em Moçambique e no Zimbábue. O anúncio foi feito nesta segunda, 18, pela Federação Internacional da Cruz Vermelha (FICV).

Beira, a segunda maior cidade de Moçambique, foi 90% destruída. O ciclone Idai, como foi chamado, atingiu o centro de Moçambique na última quarta, 14 e foi em direção ao Zimbábue destruindo tudo que havia pelo caminho.

O balanço do número do mortos ainda pode aumentar, já que há previsão de fortes chuvas para toda a região.

A comunicação está cortada e as estradas destruídas, impossibilitando a chegada de ajuda, informou a Cruz Vermelha. Ainda não se sabe exatamente o estrago causado nas áreas rurais, fora das cidades, já que não está sendo possível chegar até lá.

No Zimbábue, ainda há 150 pessoas desaparecidas, informou a televisão estatal ZBC.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios