Polícia

Cidadão trabalhador é assassinado por vagabundos em tentativa de roubo a residência

Latrocínio em Mogi Mirim

A manhã desta quinta-feira (29) começou de forma trágica em Mogi Mirim, com um latrocínio que chocou os moradores o bairro Nova Santa Cruz, Zona Oeste da cidade. O vendedor Paulo César Manara, 56 anos, que trabalhava na empresa Morecap/Vipal, foi assinado após um assalto em sua casa, situada à rua Elisa Mansur Pierobon.

Segundo testemunhas, por volta das 6h30, Manara abriu o portão automático para colocar o lixo para fora. Nesse momento, dois homens que estavam em uma picape Chevrolet Montana, estacionada ao lado da casa da vítima, renderam o vendedor. Ele foi obrigado a entrar na residência com os ladrões. Quando saiam carregando uma TV, o vendedor teria reagido, tomado a arma de um dos assaltantes e disparado contra eles. Porém, a vítima foi alvejada por uma série de tiros de uma pistola 9 mm. Ele ainda chegou a caminhar por alguns metros, mas caiu em frente à sua casa, esvaindo-se em sangue.

Após balearem o vendedor, os bandidos fugiram rapidamente do local e ainda  efetuaram disparos para o alto. Só levaram a TV, deixando para trás, inclusive, o celular e o notebook de Manara. Pelo menos oito cartuchos de munição 9 mm foram achados no local do crime. A Polícia Militar foi acionada e chegou ao local.

Manara ainda estava vivo e foi imediatamente levado pelos policiais militares à Santa Casa. Porém, em virtude da gravidade dos ferimentos, ele não resistiu e morreu no hospital. O vendedor levou, pelo menos, quatro tiros, sendo dois na cabeça, um no abdômen e um na perna.

Menos de duas horas após esse latrocínio, a Polícia Militar e Guarda Civil Municipal foram chamadas para atender a ocorrência de um suposto assalto na rua José Felício, no Parque das Laranjeiras. Ao chegarem ao local, os PMs e GCMs encontraram dois jovens baleados.

Eles disseram que eram menores de idade e que haviam sido feridos a tiros por assaltantes. Um deles havia sido baleado no abdômen e outro, na perna. Eles disseram que dois homens, em uma Honda Titan 160, tentaram assaltá-los e, ao reagirem, acabaram feridos a tiros.

A versão não convenceu os policiais. Os rapazes foram levados pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até a Santa Casa, onde receberam atendimento médico. Os dois são os principais suspeitos de terem participado do latrocínio e de terem sido baleados pela vítima, embora neguem o fato.

A Polícia também já sabe que um terceiro criminoso estaria com a dupla e teria deixado os comparsas no Laranjeiras para que simulassem um assalto e, com isso, pudessem receber socorro médico, sem despertar suspeitas. O Portal Mogi Guaçu Acontece está acompanhando o caso, que ainda está em andamento, e a qualquer momento poderá trazer novas informações.

Manara era muito conhecido em Mogi Mirim e querido pelos amigos, familiares e colegas de trabalho. Segundo um parente, que foi ao local do crime, ele havia acabado de se tornar avô. Na vizinhança, o clima era de consternação e medo, uma vez que aquela rua era considerada bastante segura pelos moradores.

Fonte: Portal da Cidade Mogi Mirim

Mostrar mais

info24

Baixe nosso aplicativo para seu celular ANDROID e receba todas notícias diariamente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios