Política

Ex-presidente peruano suicída-se após receber ordem de prisão

Ele atirou contra sua própria cabeça. García chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu

O ex-presidente do Peru, Alan García, foi internado após atirar contra a própria cabeça. A tentativa de suicídio de deu após receber uma ordem de prisão preventiva. Seu advogado, Erasmo Reyna, confirmou sua situação. O estado dele era crítico e ele acabou falecendo no hospital.

De acordo com informações médicas, o ex-presidente, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado. Ele deu entrada no hospital às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala no crânio.

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, lamentou no Twitter a morte de Alan García. “Consternado com a morte do ex-presidente. Envio minhas condolências à família e pessoas queridas”

Acusações 

García é um dos quatro ex-chefes de Estado do Peru que estão sob investigação. A acusação de terem recebido suborno da construtora brasileira Odebrecht.

No ano passado, García solicitou asilo político no Uruguai após uma ordem judicial que o proibiu de sair do Peru, para evitar que fugisse ou interferisse nas investigações do caso Odebrecht. No entanto, Montevidéu não aderiu à tese de perseguição política e rechaçou a solicitação.

O caso contra ele faz parte da chamada Lava-Jato peruana e avançou após a delação premiada do advogado brasileiro José Américo Spinola, que confirmou no Brasil ter pago US$ 100 mil a García a pedido da Odebrecht. O ex-presidente também é investigado pela suspeita de recebimento de subornos da construtora na construção de um trem na capital peruana.

 

Fonte: Agência O Globo e Agência Brasil EBC

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios