Geral

Giba é acusado de “transfobia” após dizer que Tifanny atuar com mulheres é “completamente fora do normal”

"O caminho mais sensato seria criar uma liga para pessoas trans"

O ex-jogador Giba, um dos maiores nomes da história do vôlei mundial, está sendo acusado de transfobia pela lacorsfera por dizer que o fato de Tifanny Abreu atuar com mulheres é “completamente fora do normal”.

A declaração do ex-atleta, que marcou história na seleção brasileira de vôlei, foi dada durante uma conversa com Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da República e deputado federal pelo Estado de São Paulo. Segundo Giba, o caminho mais sensato seria criar uma liga para pessoas trans.

“Se perguntar pra mim, [a resposta é]: faz um campeonato deles [transexuais]. Não tenho problema com gênero, com nada, mas é completamente fora do normal. Joguei com ele [Tifanny] quando ele era homem ainda, hoje em dia joga com mulheres. Ele foi fazer a cirurgia com 30 e poucos anos, e por mais que você faça o tratamento, ele não vai perder aquela força a mais que temos em relação às mulheres” — iniciou.

“Uma pergunta que faço para todo mundo pensar um pouco: se uma mulher é pega no doping com testosterona, ela fica quatro anos fora das quadras. E por que isso não é o contrário? É um questionamento que eu deixo para vocês pensarem um pouquinho” — prosseguiu Giba.

Em seguida, Eduardo Bolsonaro tomou a palavra e afirmou que tal caso se tratava de um pensamento que “nega a ciência”.

“O Giba foi muito suave, mas eu explico isso um pouquinho mais profundo. Isso é o que a gente fala na política de um pensamento doentio de esquerda, de ideologia de gênero, é disso tudo. Eles negam a ciência. A ciência é genética, são os hormônios. […] Eles acreditam que a sua sexualidade é uma construção social” — disse o parlamentar. Fonte: Uol

Mostrar mais

info24

Baixe nosso aplicativo para seu celular ANDROID e receba todas notícias diariamente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios