Polícia

Jovem que teve a testa tatuada “Eu sou ladrão e vacilão” em 2017 volta a ser preso pela segunda vez furtando

Ruan já havia sido preso em 24 de abril do ano passado (2018) após furtar cinco frascos de desodorante de um supermercado na região de Mairiporã

O ladrão Ruan Rocha da Silva, 19 anos, foi preso na madrugada desta quinta (14) após furtar objetos pessoais de funcionários da Unidade de Pronto Atendimento – UPA em São Bernardo do Campo. O ladrão estava com a blusa de um funcionário da unidade. Foi conduzido ao 1º Departamento de Polícia de São Bernardo do Campo e será conduzido para audiência de custódia.

Ruan ficou conhecido, em 2017, em um vídeo que se tornou viral, em que aparece com a testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão”. A tatuagem foi feita pelo tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis e pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, que conseguiram prende-lo após uma suposta tentativa de roubo de uma bicicleta de uma pessoa que trabalhava no farol e que divulgaram o vídeo na internet. Na época ele era menor. Os tatuadores foram denunciados pelo crime de tortura e estão presos até hoje.

E por incrível que pareça, não é a primeira vez que Ruan Rocha prática crimes após a divulgação do vídeo da tatuagem. Ele foi preso em 24 de abril do ano passado (2018) após furtar cinco frascos de desodorante de um supermercado na região de Mairiporã. Na época estava internado em uma clínica de reabilitação de dependência de drogas. Após o pagamento de fiança de R$ 1 mil, foi liberado e disse que iria seguir com o tratamento, o que não aconteceu, a personalidade de vagabundo prevaleceu, muito dirão que é apenas mais uma vítima da sociedade.

Mostrar mais

info24

Baixe nosso aplicativo para seu celular ANDROID e receba todas notícias diariamente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios