Geral

Marido de Caroline Bittencourt será indiciado por homicídio culposo

Para a polícia, ele sabia das condições do tempo e assumiu o risco de navegar em mau tempo, por isso será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar

A Polícia Civil informou ontem, 06, que vai indiciar por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) o empresário Jorge Sestini, marido de Caroline Bittencourt. Ela morreu após cair da lancha em que estava com seu marido durante um vendaval.

O delegado Vanderlei Pagliarini, responsável pelo inquérito, decidiu pelo indiciamento após ouvir formalmente o dono da marina de onde a embarcação do casal partiu e o marinheiro que resgatou o empresário do mar também foi ouvido.

O inquérito apontou que há indiciou de culpa por parte de Jorge que, mesmo sob advertência, lançou-se ao mar. Para o delegado, houve negligência.

Lenildo de Oliveira, proprietário da Lemar Garagem Náutica, disse à polícia que conversou com Jorge no dia do acidente sobre o clima e que estava previsto um vendaval.

Para o delegado, o conjunto de provas e indícios colhidos até o momento, vislumbra-se com clareza a incidência de conduta culposa dele.

“Sabedor do mau tempo que assolava naquele momento a região, especialmente para quem se encontrava a bordo de embarcações de pequeno porte, expressamente advertido a esse respeito, resolveu por lançar-se ao mar, não providenciando ao menos que a vítima utilizasse um colete salva-vidas, como lhe competia, negligência indiscutível que remete aos fundamentos dos delitos culposos”, disse o delegado em trecho do documento.

Em caso de condenação, Jorge pode pegar de um a três anos de detenção.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios