Esportes

Mundial de Endurance: três brasileiros vão ao pódio em Monza

Alpine de André Negrão lidera, chega em segundo e se aproxima dos líderes na classificação

Em uma das etapas mais cheias de alternativas da temporada, os pilotos brasileiros subiram ao pódio nas 6 Horas de Monza, terceira corrida do Campeonato Mundial de Endurance (WEC, na sigla em inglês). Na categoria principal, a Hypercars, o Alpine A480 do brasileiro André Negrão e os franceses Matthieu Vaxivière e Nicolas Lapierre chegou no segundo lugar depois de se revezar na liderança com o Toyota GR010 Hybrid do trio Mike Conway/Kamui Kobayashi/José María López – que acabou conquistando a vitória.
Também chegou em segundo o Aston Martin Vantage AMR do trio formado pelos brasileiros Marcos Gomes e Augusto Farfus, além do canadense Paul Dalla Lana, que competiu na categoria LMGTE-Am e conquistou a posição na última volta da corrida. A vitória foi da Ferrari 488 GTE EVO pilotado por Nicklas Nielsen, Alessio Rovera e François Perrodo.

Pontuação – Com o resultado, o trio do único Alpine do Mundial passou a somar 60 e ocupa a terceira posição – reduzindo de 22 para oito pontos a diferença para os líderes Conway/Kobayashi/López, da Toyota. Também em terceiro na classe LMGTE-Am, Gomes/Farfus/Dalla Lana somam 44 pontos e estão a apenas nove do Ferrari 488 GTE Evo dos líderes Antonio Fuoco, Roberto Lacorte e Giorgio Sernagiotto.
A disputa em Monza surpreendeu. Em uma pista longa, com 5,793km de extensão, a prova contou com dezenas de trocas na liderança e brigas acirradas pela ponta ao longo das seis horas. “Foi uma boa prévia das 24 Horas de Le Mans, que é a nossa principal corrida do ano e também a próxima etapa do Mundial. E em Le Mans todos estarão com força máxima”, avaliou André Negrão.
“Na nossa categoria é evidente a diferença de desempenho dos carros híbridos para o nosso, especialmente os Toyota, mas até aqui a gente conseguiu se manter na briga. Le Mans é uma pista ainda mais desafiadora, eu acho, e com uma corrida de 24 horas de duração acredito que podemos ter chances melhores se não tivermos imprevistos ou quebras. Nós vamos pra cima”, completou o brasileiro da Alpine, referindo-se à prova marcada para os dias 21 e 22 de agosto.
O Brasil contou com mais quatro representantes em Monza. Pipo Derani, parceiro de Gustavo Menezes e Olivier Pla estreou na temporada do Mundial de Endurance neste domingo, mas abandonou a prova com o hipercarro da equipe Glickenhaus. Na LMP2, Felipe Nasr, que também estreou no campeonato deste ano correndo ao lado de Ryan Cullen e Oliver Jarvis, foi o décimo com o Oreca da Risi Competizione. Pela LMGTE-Am, Felipe Fraga, que correu com outro Aston Martin ao lado de Dylan Pereira e Ben Keating, abandonou a disputa após largar da pole position. Daniel Serra, parceiro de Miguel Molina em uma Ferrari 488 GTE EVO, foi o quarto na classe LMGTE-Pro.
Além de Le Mans, a temporada 2021 do Campeonato Mundial de Endurance também prevê mais duas etapas, ambas no Barein, nos dias 30 de outubro e seis de novembro, com seis e oito horas, respectivamente.

Mostrar mais

info24

Baixe nosso aplicativo para seu celular ANDROID e receba todas notícias diariamente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios