Geral

Prefeituras da região aderem ao “Passaporte Nazista”, típicos de Ditaduras Comunistas

Decretos segregacionistas perseguem comerciantes e funcionários públicos, exigindo vacinação experimental onde a responsabilidade de graves efeitos colaterais são apenas de quem é obrigado a aderir

Decretos de Prefeitos “Esquerdistas”, com viés autoritários chegaram à população de Mogi Mirim e Estiva Gerbi nessa semana.

Em Mogi Mirim, devido ao aumento de casos de Covid-19, o prefeito de alma petista determinou que eventos e bares só podem atender 50% da capacidade do local e ainda exige a obrigatoriedade de comprovação de vacinas experimentais de combate ao covid-19.

Já em Estiva Gerbi, a prefeita de viés autoritária ao extremo também por meio de decreto determinou que os funcionários públicos tem uma semana para apresentar comprovantes de vacinas contra covid-19, em caso de negação do funcionários, ela determinou sanções que podem levar ao prejuízo para os servidores, em ambos os casos, graves ameaças a liberdade individual garantida pela Constituição.

Em todo o Brasil, os números de novos contaminados por covid-19 explodiram em 2022, a nova variante Omicron é muita mais contagiosa, no entanto muito menos letal. Na região, as UTI´s estão vazias apesar do alarmante número de novos casos.

As perguntas que surgem, dos mais de dois mil casos novos na região que engloba Mogi Mirim e Estiva Gerbi, não há internados em UTI ou se há, são casos isolados de pessoas com graves comorbidades, o que valida tais medidas que de cientificamente não tem nada?

Dos números de contaminados, quantos são vacinados e quantos não são vacinados? Se a vacina ajuda em não agravar a doença, é apenas os nãos vacinados que estão se contagiando? Se é apenas os não vacinados que estão se contagiando, então quer dizer que se não há casos de internados graves em UTIs e mortos, a não aderência a vacina não fez diferença? Se os vacinados estão se contagiando também, as vacinas de nada resolveram?

O fato é que tais decretos são inconstitucionais, próprios de Ditaduras Comunistas e este projetos de ditadores em seu tempo deverão pagar caro por tais atos tirânicos.

O Governo Federal não se responsabiliza por efeitos colaterais graves de vacinas que já estão comprovados aos montes, o Governo do Estado não se responsabiliza, o Governo Municipal não se responsabiliza, os Fabricantes da Máfia Farmacêutica não se responsabiliza, mas você, é problema seu, e se não tomar, será penalizada com violência pelo ESTADO e com aval da Podre e Aparelhada Justiça Brasileira, e não se assuste, em muitos países, as mesmas medidas ditatoriais e nazistas estão sendo tomadas, é uma imposição feita pela ELITE GLOBALISTA e os interesses deles são obscuros. Cabe você acordar e fugir de psicose social anestésica.

Vale lembrar que devido aos efeitos colaterais graves já documentados pelas vacinas experimentais em uso na atualidade, vide a lei abaixo e entre na Justiça em caso de prejuízo, se achar um juiz que ainda siga a LEI, pode ter sorte.

Lei nº 10.406 de 10 de Janeiro de 2002

Institui o Código Civil. Art. 15. Ninguém pode ser constrangido a submeter-se, com risco de vida, a tratamento médico ou a intervenção cirúrgica.

Editorial: Rodrigo Fernandes – ANCAP

Mostrar mais

info24

Baixe nosso aplicativo para seu celular ANDROID e receba todas notícias diariamente.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios