Política

Rosa Weber destoa na diplomação de Bolsonaro

Discurso globalista

E na segunda-feira, 10/12/18, durante cerimônia de diplomação de Jair Bolsonaro como novo Presidente da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber ridiculamente tentou roubar a cena para si com um longo discurso. Usando um tom “lacrador”, cujo qual a esquerda tanto adora, a Ministra, com ares de professora parecia tentar dar um “intensivão” de direitos humanos para o presidente eleito. Se o objetivo era ser pedante, sem sombra de dúvidas isso foi realizado com maestria.

O objetivo claro do discurso da magistrada foi dar um recado ao novo Presidente: O de que o judiciário, sob a tutela dos “coleguinhas” do STF tentará ser uma espécie de freio do Executivo, mesmo sem legitimidade para tal coisa.

A Ministra exaltou os pactos internacionais e colocou a ONU num pedestal. Contudo, precisamos ressaltar que esta organização há muito tempo se tornou num dos principais braços do “Globalismo”, e hoje vive ditando regras para o mundo todo através de acordos, pareceres e legislações criadas pelos seus burocratas, que agem como se fossem paladinos com a missão de redimir o mundo.

Mais adiante em seu discurso, a magistrada aborda também a “defesa das minorias”, tudo calculado para deixar claro seu antagonismo em relação ao discurso de defesa da soberania nacional e o de um governo igual para “todos” defendido por Bolsonaro.

Tal posicionamento do TSE já era esperado, pois este, diferentemente do novo Presidente, que entendeu que o poder popular não precisa mais de intermediação, pois as redes sociais formaram um elo direto entre o eleitor e seus representantes, se tornou no próprio abismo que o separa da população, intocável e inacessível.

Espero que a população brasileira continue se posicionando politicamente, pois nenhum Poder, órgão ou qualquer entidade pública que seja é mais importante do que nós, o povo, cidadãos brasileiros pagadores de impostos, responsáveis por fazer essa roda gigante torta chamado “Estado” girar.

 

 

 

Etiquetas
Mostrar mais

Adriano de Oliveira Barros

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade de Franca, politicamente incorreto, articulista, apaixonado por música, filosofia e política.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios